Sites Grátis no Comunidades.net

Rating: 2.5/5 (127 votos)




ONLINE
1





Partilhe este Site...

PUBLICIDADE

 

 

 

 

 


Página principal

Protected by Copyscape Unique Content Check



Olá, caro(a) visitante!

Seja bem-vindo! 

Você já deve ter escutado a seguinte frase: "A ideia está muito boa, mas o texto precisa de algo mais." Este 'algo mais", muitas vezes está centrado na coerência textual, no uso da pontuação ou mesmo na escolha do vocabulário. Outras vezes, são questões que envolvem a concordância verbal. Apesar de ter encontrado na rede muitos sites que prestam o serviço de revisão, alguns muito bem conceituados, resolvi construir este site tomando como base estes questionamentos.

A função deste site é oferecer serviço de revisão de textos variados no que diz respeito às normas da Língua Portuguesa (ortografia, pontuação, concordância verbal e nominal, coesão e coerência) atentando para a clareza textual. O conteúdo, por sua vez, deve ser de responsabilidade do autor ou do revisor técnico. Para solicitar um orçamento é só entrar em contato através da página 'Fale conosco'.  É nosso objetivo, também, enriquecer o site com dicas, vídeos e artigos voltados para a reflexão sobre a Língua Portuguesa. 

 

                                   Definindo um revisor

 

"O revisor se define não por seus conhecimentos, mas por seu perfil psíquico. A revisão é mais que uma profissão: é uma neurose. Esta neurose se caracteriza como uma espécie de sacrifício consentido (desejado) pelo revisor; é um tributo à saúde (qualidade) da edição. O revisor se oferece, sempre, em sacrifício à Deusa do Idioma [Francês], portanto, todos aqueles que se dedicam a esse ofício nunca serão normais. (…) Para o revisor, o importante não é o que ele sabe, mas o que ele está consciente de não saber ou, pelo menos, não saber totalmente, e que por isso exige permanente verificação. (…) O revisor não lê como todos os demais homens leem, ele fotografa a palavra visualmente (…) O exercício da profissão do revisor pode ser descrito, perfeitamente, como uma 'leitura angustiada'. O seu trabalho é, justamente, evitar que todos os outros seres humanos necessitem fazer essa leitura angustiada."

 

BRISSAUD, Sophie. La lecture angoissée ou la mort du correcteur. Cahiers GUTenberg n°31 — déc. 1998.